Educação Corporativa uma nova e boa possibilidade

14 de dezembro de 2020

Uma das competências mais buscadas pelas empresas é o foco em resultados, que nada mais é do que a capacidade de atingir objetivos e metas, mas pra isso precisamos envolver pessoas, colocando em prática atitudes positivas e eficazes para o cumprimento desses resultados.

Na busca de resultados, a educação corporativa vem reforçando eficiência e motivação, não se trata de treinamento, é uma nova maneira de pensar e trabalhar, moldando a visão de aprendizagem contínua, fixando metas para a organização, agregando valor ao negócio.

A tecnologia nos permite otimizar, tempo de trabalho e estudo, com aulas on-line ou semipresenciais, o conhecimento vai ao encontro do colaborador.

O foco da aprendizagem deve ocorrer em todos os níveis e na formação de bons líderes, é fundamental, assim o conhecimento se transforma em habilidades, + envolvimento e comprometimento.

Esse é um novo caminho que vale a pena investir, ele traz capacitação, traz possibilidades de crescimentos internos verticais e diminui o turnover. Pensem nisso!

COMENTÁRIOS

0 comentário(s)

Mentoria

20 de novembro de 2020

Você espera ganhar + e ter sucesso na profissão? Como?


➡️ Não espere resultados melhores tendo diariamente as mesmas ações.


A mentoria ajuda no seu desenvolvimento, na gestão de pessoas, comunicação, visão do negócio, produtividade e no alcance de melhores resultados.

Tenho feito inúmeras ao longo destes 7 anos de consultorias, mas em 2020, com o home office, as novas tecnologias facilitadoras e a necessidade de lideranças + capazes na gestão de pessoas, esse processo acelerou.

Eu amo ver profissionais interessados em melhorar suas capacidades! Quase tudo na vida é musculatura, é treino e hábito, é necessário alinhar as dificuldades e necessidades, ficar melhor no que já é bom e praticar o que há para ser desenvolvido.

➡️ Me procure e vamos começar uma mentoria, ela pode ser um divisor de águas na sua vida profissional.

COMENTÁRIOS

0 comentário(s)

Como são suas Relações Profissionais?

16 de setembro de 2020

As suas relações pessoais e profissionais funcionam como um jogo de tênis ou como um jogo de frescobol?

Nas regras do jogo de tênis o foco está no erro da outra pessoa, em estar sempre certo ou em precisar ser melhor que o outro.

Já no frescobol o foco é ajudar o outro a acertar, a construir um ponto juntos, a continuar o jogo, se o outro for melhor que você, melhor ainda, vai poder ajudar ainda mais a dupla, o time.

Já pensou nisso? Como você estabelece as suas relações nesse jogo da vida?

Além disso, hoje já existe uma tendência a construir empresas mais humanas, mesmo que ainda haja um longo caminho pela frente, já estamos assistindo um novo movimento onde as empresas perceberam essa relação de troca com os colaboradores, a humanidade trás engajamento, diminui o turnover e aumenta a produtividade.

Porque a partir desta reflexão, você não experimenta agir de outras maneiras? Não podemos esperar resultados diferentes fazendo do mesmo jeito, com as mesmas atitudes.

O que você acha de passar a jogar como um time com a sua equipe para que todos ganhem um pouco?

Dando + autonomia, valorizando, se comunicando melhor com reuniões constantes …

♛ Assim você pode passar a jogar + excelentes jogos!! Que tal?

COMENTÁRIOS

0 comentário(s)

Palestra de Atendimento ao Cliente em Tempos de Covid-19.

16 de julho de 2020

Palestra com ideias, procedimentos, protocolos de segurança e saúde + cartilha e também motivacional para que o atendimento não perca a hospitalidade e o propósito de fazer o cliente se sentir seguro, bem e feliz.

O que o cliente mais anseia é segurança, saúde e solidariedade! Como nos adaptarmos a essa realidade, como não perder os clientes que retornam, como atender bem com tantas restrições, como entregar valor em tempos de crise? Vamos alinhar essas e outras tantas questões.

COMENTÁRIOS

0 comentário(s)

Diagnósticos

20 de maio de 2020

 

 

living-the-faith-hearing-from-god-Crossroads.width-240

 

 

O grande desafio das empresas é manter a capacidade de entregar va­lor para seus clientes, manter a identidade com padrão definido, processos eficientes e ao mesmo tempo, gerar lucro. E aí vem a pergunta:

– Na crise que estamos vivendo, no meio de uma quarentena, estamos conseguindo olhar para o nosso negócio e enxergar o que pode melhorar? Talvez o dia a dia esteja tão focado em administrar problemões ou tão dentro deles que, o que pode melhorar, fica em segundo plano… Ou às vezes, com medo de gastar, não toma atitude nenhuma e se afunda ainda mais.

 

Aí entra o Diagnóstico, alguém de fora do negócio, que entende o negócio e enumera as necessidades e melhorias possíveis, aonde a operação, a entrega ou qualidade é deficitária. Com certeza vocês concordam que a boa visão está totalmente relacionada à assertividade nas decisões, o que é imprescindível, afinal o mundo corporativo não é uma corrida de 100m, é uma maratona, não adianta você ser só bom, você tem de durar!

 

Comparando: quando entramos em um quarto escuro, não enxergamos nada e aos poucos, vamos nos situando e passamos a enxergar algumas nuances, da mesma maneira quando estamos sem nenhuma alternativa ou perdidos, tendo nas mãos algumas possibilidades, o véu sai da frente e melhora a visão, assim eu vejo o diagnóstico com as suas as possibilidades de mudança ou melhoria.

 

Em 2019 fiz um Diagnóstico na Fábrika Pães, no Pizza e no A Ostra Bêbada, eles puderam tomar medidas e caminhos mais assertivos, às vezes a visão de quem está de fora complementa ou ajuda a definir o necessário.

 

Estava lendo ontem uma matéria com o Percival Maricato (presidente da Abrasel SP) sobre o momento atual e ele dizia assim:

“Pesquisa entre mais de cem empresários na Abrasel em São Paulo – gente que respira e vive o mercado – concluiu que mais de 35% dos empreendimentos fecharão as portas, um desastre social jamais visto. Tensão, insegurança, medo, outras consequências da crise, pairam no ar, inevitáveis, todos procuram enxugar custos e faturar alguma coisa onde é possível, a palavra de ordem é sobreviver.

Os que sobreviverem e mantiverem equipes deverão largar na frente. Claro que as pessoas voltarão temerosas, mas voltarão… Os bares e restaurantes devem se preparar para a retomada de seu papel, muito mais prestigiados (valorizados pelos clientes pela falta que fizeram), importantes na vida econômica e social, queridos, frequentados. E devem fazer por merecê-lo.

https://abrasel.com.br/revista/artigos-de-opiniao/percival-maricato-os-bares-e-restaurantes-nos-tempos-de-coronavirus/

Por isso seja positivo, tudo passa e isto também vai passar e se achar que precisa, peça ajuda, pois não existe melhor jogador do que todos juntos! Ás vezes seu negócio só precisa de umas boas dicas…

 

 

COMENTÁRIOS

0 comentário(s)

Você tem borogodó?

26 de março de 2020

Eu gosto dessa palavra…

Segundo o dicionário informal, é aquilo que não pode ser definido como beleza ou sensualidade, não tem descrição definida, mas que é indiscutivelmente algo que desperta interesse de todos que estão à sua volta. É algo que vem de dentro, que não é artificial, vem do conteúdo, do life style e da atitude.

 

E o seu negócio, padaria, restô, café, tem borogodó?

Tenho visto ,ao longo dos últimos 6 anos de consultoria, vários negócios sensacionais e outros tantos sem graça, apesar de alguns desses terem tido altos investimentos.

As perguntas que você pode fazer, aproveitando este momento de reflexão pela quarentena, são: meu negócio tem alma? Tem personalidade? Diz a que veio? Tem missão e valores que as pessoas envolvidas sabem, gostam e seguem?

 

Suas histórias não podem ser apenas sobre lucros e prejuízos!

 

Compartilhe sua essência, suas derrotas tanto quanto suas vitórias, faça reuniões constantes com a equipe e outras com a liderança, reuniões com elogios, conteúdos de desenvolvimento ou dinâmicas e não apenas de cobranças, são muito motivadoras, as pessoas se sentem ouvidas, trazem união de ideias e de comportamentos. Comemore com os colaboradores e divida com eles as conquistas. Na hora que os atendentes estão em contato com o cliente, eles entregarão não só simpatia, mas carinho, empatia e orgulho pelo seu trabalho também, isso faz toda a diferença.

Nesse sentido é muito importante fazer treinamento operacional e motivador com a equipe de atendimento, para que tenham um “jeito de atender” próprio, com a cara do lugar, quando o cliente é atendido, ele recebe de todos a mesma qualidade e padrão de atendimento.

Sua marca pode ser um storyteller, traga humanidade para a sua empresa, valorize, tenha essência, dê treinamento, traga esse tal de borogodó para dentro da sua empresa.

O projeto arquitetônico tem de traduzir essa essência, o cardápio, o nome, os uniformes, a logística de atendimento, a música, tudo alinhado nessa mesma história boa de contar.

COMENTÁRIOS

0 comentário(s)

Você tem um time campeão?

29 de março de 2019

Veja o gráfico abaixo. Entendeu o muito que ele diz?

Ele traduz o retorno que o treinamento de equipes traz. Este gráfico conta como a realidade do atendimento ao cliente vai mudando quando começam os treinamentos. Neste caso, eu comecei  nessas 4 lojas no meio de Janeiro e claramente o índice de reclamações despenca, isso é muitooo gratificante!! ☺︎♥︎

 

 

IMG_8113

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O mercado hoje está mais competitivo do que nunca e vencerá o jogo aqueles que tiverem seus times treinados. Como muitas empresas fazem? Recrutam os mais baratinhos, não os treinam e querem ganhar o jogo!! Oiii??

A frase chichê ” Treinamento não é custo e sim investimento”, é super verdadeira. Ele diminui absenteísmo e turn over, esses sim são caros, você gasta com demissões e está sempre com funcionários iniciantes ou desmotivados.

Seu time é o maior bem da sua empresa, valorize as pessoas que estão com você nessa jornada em busca dos seus sonhos! Um projeto e um bom cardápio são importantes, mas quem vai estar ao lado do cliente todos os dias, com certeza é a cereja do bolo.

Treinamento muda o presente, traz sentimento de pertencimento e motivação, desperta melhores atitudes e senso de equipe. Trabalhamos com pessoas e para pessoas, a relação ganha – ganha e a qualidade de vida no trabalho traz  prosperidade, melhora a produtividade e o clima organizacional.

 

 

COMENTÁRIOS

0 comentário(s)

Ótima liderança é uma das chaves do sucesso

18 de janeiro de 2019

 

 

 

Unknown-1

 

 

Todos sabem que dou Cursos de Liderança para empresas no ramo da gastronomia, trabalhei com dezenas de empresas nos últimos anos e posso afirmar para vocês que os funcionários são o espelho de seus líderes, os gerentes dos donos e a equipe operacional de seus gerentes. Quase tudo vem de cima pra baixo, inclusive a filosofia e o clima organizacional. Não adianta pregar quadrinhos na parede com propósitos bonitos e frases de efeito, não adianta ensinar cortesia, gentileza, etiqueta e espírito de equipe; tudo ficará no discurso e apenas na intenção se os líderes não tiverem um comportamento genuíno. É através do exemplo no dia a dia, nas pequenas coisas, nos feedbacks, no comprometimento com cada colaborador que o líder conquista o seu time. Será que você tem consciência que se não der o exemplo no atendimento, na gentileza, na simpatia, no fazer bem feito, na atenção aos detalhes, na qualidade dos produtos e etc e tal, nada disso acontecerá na sua empresa?

O ano está começando e todos temos a oportunidade de sermos melhores líderes nos nossos contextos. Treinamento e reuniões constantes são essenciais, mas o nosso exemplo, com certeza é o que mais influencia no comportamento da equipe.

É preciso capacitar; profissionais bem treinados e motivados são capazes de melhores resultados, mas além disso, nós estamos olhando para a nossa equipe e dando valor a ela?

Se você não tem tempo de escutar o seu funcionário, ele terá para escutar o seu cliente?

Na sua balança, o que pesa mais? O que é mais importante, o cliente ou o colaborador?

O cliente é a razão do nosso empenho e a fonte dos nossos resultados, mas sem um colaborador motivado e capacitado, o nosso cliente não receberá um bom atendimento e por conseqüência, você vai perdendo os mesmos, aos poucos, para a concorrência. Ou seja, os dois são igualmente importantes… concorda?

Se você reclama dos resultados que vem alcançando, do seu espaço não estar + tão cheio como já foi, olhe para a sua equipe e veja se ela está motivada e com uma ótima liderança, talvez um de seus problemas seja este: pessoas mais ou menos, fazendo atendimentos mais ou menos, produzindo resultados mais ou menos.

Meus treinamentos com a Liderança, gestores, chefs, maitres, gerentes e subgerentes é de 10,5 horas, em 3 encontros de 3,5 horas cada, com material totalmente voltado para o segmento e exemplos práticos, vejo ao longo destes anos ele otimizar os resultados de várias empresas do setor.

Dá muito trabalho sim e o resultado pode demorar a vir, afinal nenhum processo de mudança é fácil, ainda mais quando falamos de clima organizacional e gestão de pessoas, mas sempre vale a pena! Mudar às vezes pode ser difícil, mas não mudar, pode ser fatal…

Se reinvente e tente, busque tornar a sua empresa mais eficiente e mais humana para que os resultados venham!

COMENTÁRIOS

0 comentário(s)

Adeus 2018, A Deus 2019

11 de janeiro de 2019

Adeus 2018… A Deus 2019!
O ano de 2018 foi muito bom e 2019 já começou a 1000, com vários projetos bacanas! Cada cliente tem uma necessidade diferente, cada consultoria um desafio diferente; isso é muito gratificante. Um novo ano próspero e de boas e novas possibilidades para todos nós!!
“Sê todo em cada coisa. Põe o quanto és no mínimo que fazer.”
Ricardo Reis

COMENTÁRIOS

0 comentário(s)

Programinha inusitado em NY

7 de agosto de 2016

Olhem que bacana, a Stone Barns ( www.stonebarnscenter.org ) é uma fazenda sustentável no estado de Nova Iorque a 45 minutos  de carro de NY City, eles recebem visitas que “dizem” são super legais… programinha diferente em se tratando de uma viagem a Nova Iorque.

 

 

 

Stone Barns

 

Uma das pessoas engajadas nesse projeto é o Chef Dan Barber, dono do Blue Hill (www.bluehillfarm.com/dine/new-york ). Ele é conhecido por usar de forma muito criativa ingredientes frescos e de servir uma comida incrível mas saudável. Um dos restaurantes, o 1º,  fica no Greenwich Village, alguém conhece ou já ouviu falar? Fiquei com muita vontade de conhecer e já foi pra minha lista! E o outro (Blue Hill) é ao lado da Stone Barns… para completar o programa inusitado!
blue Hill salao
Blue Hills II
Esse movimento de agricultura sustentável que está surgindo é o máximo e alguns chefes do mundo todo tem adotado essa filosofia de desperdício zero, de apoiar e dar valor aos produtos/produtores locais, dando preferencia a esses parceiros e ao que é servido em termos de saúde em seus restaurantes. No Brasil, o Alex Atala é o + famoso apoiador dessa “missão” (passa a ser de fato uma missão de vida) e aqui em Curitiba, temos entre outros, a Gabriela Carvalho à frente do saudável e gostoso Quintana. Essa é uma tendência que eu admiro, apoio e torço para que se expanda cada vez mais!
Blue Hill NY
mignon blue hill

COMENTÁRIOS

0 comentário(s)

QUEM ESCREVE
tuxa
Consultora de restaurantes e afins, dá Cursos, Palestras, Mentoring e Treinamento de Equipes e Lideranças.
Tuxa Gonçalves
tuxagoncalves.tg@gmail.com
(41) 98416-9584

TAGS
TODOS OS POSTS