Diagnósticos

20 de maio de 2020

 

 

living-the-faith-hearing-from-god-Crossroads.width-240

 

 

O grande desafio das empresas é manter a capacidade de entregar va­lor para seus clientes, manter a identidade com padrão definido, processos eficientes e ao mesmo tempo, gerar lucro. E aí vem a pergunta:

- Na crise que estamos vivendo, no meio de uma quarentena, estamos conseguindo olhar para o nosso negócio e enxergar o que pode melhorar? Talvez o dia a dia esteja tão focado em administrar problemões ou tão dentro deles que, o que pode melhorar, fica em segundo plano… Ou às vezes, com medo de gastar, não toma atitude nenhuma e se afunda ainda mais.

 

Aí entra o Diagnóstico, alguém de fora do negócio, que entende o negócio e enumera as necessidades e melhorias possíveis, aonde a operação, a entrega ou qualidade é deficitária. Com certeza vocês concordam que a boa visão está totalmente relacionada à assertividade nas decisões, o que é imprescindível, afinal o mundo corporativo não é uma corrida de 100m, é uma maratona, não adianta você ser só bom, você tem de durar!

 

Comparando: quando entramos em um quarto escuro, não enxergamos nada e aos poucos, vamos nos situando e passamos a enxergar algumas nuances, da mesma maneira quando estamos sem nenhuma alternativa ou perdidos, tendo nas mãos algumas possibilidades, o véu sai da frente e melhora a visão, assim eu vejo o diagnóstico com as suas as possibilidades de mudança ou melhoria.

 

Em 2019 fiz um Diagnóstico na Fábrika Pães, no Pizza e no A Ostra Bêbada, eles puderam tomar medidas e caminhos mais assertivos, às vezes a visão de quem está de fora complementa ou ajuda a definir o necessário.

 

Estava lendo ontem uma matéria com o Percival Maricato (presidente da Abrasel SP) sobre o momento atual e ele dizia assim:

“Pesquisa entre mais de cem empresários na Abrasel em São Paulo – gente que respira e vive o mercado – concluiu que mais de 35% dos empreendimentos fecharão as portas, um desastre social jamais visto. Tensão, insegurança, medo, outras consequências da crise, pairam no ar, inevitáveis, todos procuram enxugar custos e faturar alguma coisa onde é possível, a palavra de ordem é sobreviver.

Os que sobreviverem e mantiverem equipes deverão largar na frente. Claro que as pessoas voltarão temerosas, mas voltarão… Os bares e restaurantes devem se preparar para a retomada de seu papel, muito mais prestigiados (valorizados pelos clientes pela falta que fizeram), importantes na vida econômica e social, queridos, frequentados. E devem fazer por merecê-lo.

https://abrasel.com.br/revista/artigos-de-opiniao/percival-maricato-os-bares-e-restaurantes-nos-tempos-de-coronavirus/

Por isso seja positivo, tudo passa e isto também vai passar e se achar que precisa, peça ajuda, pois não existe melhor jogador do que todos juntos! Ás vezes seu negócio só precisa de umas boas dicas…

 

 

COMENTÁRIOS

0 comentário(s)

Você tem borogodó?

26 de março de 2020

Eu gosto dessa palavra…

Segundo o dicionário informal, é aquilo que não pode ser definido como beleza ou sensualidade, não tem descrição definida, mas que é indiscutivelmente algo que desperta interesse de todos que estão à sua volta. É algo que vem de dentro, que não é artificial, vem do conteúdo, do life style e da atitude.

 

E o seu negócio, padaria, restô, café, tem borogodó?

Tenho visto ,ao longo dos últimos 6 anos de consultoria, vários negócios sensacionais e outros tantos sem graça, apesar de alguns desses terem tido altos investimentos.

As perguntas que você pode fazer, aproveitando este momento de reflexão pela quarentena, são: meu negócio tem alma? Tem personalidade? Diz a que veio? Tem missão e valores que as pessoas envolvidas sabem, gostam e seguem?

 

Suas histórias não podem ser apenas sobre lucros e prejuízos!

 

Compartilhe sua essência, suas derrotas tanto quanto suas vitórias, faça reuniões constantes com a equipe e outras com a liderança, reuniões com elogios, conteúdos de desenvolvimento ou dinâmicas e não apenas de cobranças, são muito motivadoras, as pessoas se sentem ouvidas, trazem união de ideias e de comportamentos. Comemore com os colaboradores e divida com eles as conquistas. Na hora que os atendentes estão em contato com o cliente, eles entregarão não só simpatia, mas carinho, empatia e orgulho pelo seu trabalho também, isso faz toda a diferença.

Nesse sentido é muito importante fazer treinamento operacional e motivador com a equipe de atendimento, para que tenham um “jeito de atender” próprio, com a cara do lugar, quando o cliente é atendido, ele recebe de todos a mesma qualidade e padrão de atendimento.

Sua marca pode ser um storyteller, traga humanidade para a sua empresa, valorize, tenha essência, dê treinamento, traga esse tal de borogodó para dentro da sua empresa.

O projeto arquitetônico tem de traduzir essa essência, o cardápio, o nome, os uniformes, a logística de atendimento, a música, tudo alinhado nessa mesma história boa de contar.

COMENTÁRIOS

0 comentário(s)

Você tem um time campeão?

29 de março de 2019

Veja o gráfico abaixo. Entendeu o muito que ele diz?

Ele traduz o retorno que o treinamento de equipes traz. Este gráfico conta como a realidade do atendimento ao cliente vai mudando quando começam os treinamentos. Neste caso, eu comecei  nessas 4 lojas no meio de Janeiro e claramente o índice de reclamações despenca, isso é muitooo gratificante!! ☺︎♥︎

 

 

IMG_8113

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O mercado hoje está mais competitivo do que nunca e vencerá o jogo aqueles que tiverem seus times treinados. Como muitas empresas fazem? Recrutam os mais baratinhos, não os treinam e querem ganhar o jogo!! Oiii??

A frase chichê ” Treinamento não é custo e sim investimento”, é super verdadeira. Ele diminui absenteísmo e turn over, esses sim são caros, você gasta com demissões e está sempre com funcionários iniciantes ou desmotivados.

Seu time é o maior bem da sua empresa, valorize as pessoas que estão com você nessa jornada em busca dos seus sonhos! Um projeto e um bom cardápio são importantes, mas quem vai estar ao lado do cliente todos os dias, com certeza é a cereja do bolo.

Treinamento muda o presente, traz sentimento de pertencimento e motivação, desperta melhores atitudes e senso de equipe. Trabalhamos com pessoas e para pessoas, a relação ganha – ganha e a qualidade de vida no trabalho traz  prosperidade, melhora a produtividade e o clima organizacional.

 

 

COMENTÁRIOS

0 comentário(s)

Ótima liderança é uma das chaves do sucesso

18 de janeiro de 2019

 

 

 

Unknown-1

 

 

Todos sabem que dou Cursos de Liderança para empresas no ramo da gastronomia, trabalhei com dezenas de empresas nos últimos anos e posso afirmar para vocês que os funcionários são o espelho de seus líderes, os gerentes dos donos e a equipe operacional de seus gerentes. Quase tudo vem de cima pra baixo, inclusive a filosofia e o clima organizacional. Não adianta pregar quadrinhos na parede com propósitos bonitos e frases de efeito, não adianta ensinar cortesia, gentileza, etiqueta e espírito de equipe; tudo ficará no discurso e apenas na intenção se os líderes não tiverem um comportamento genuíno. É através do exemplo no dia a dia, nas pequenas coisas, nos feedbacks, no comprometimento com cada colaborador que o líder conquista o seu time. Será que você tem consciência que se não der o exemplo no atendimento, na gentileza, na simpatia, no fazer bem feito, na atenção aos detalhes, na qualidade dos produtos e etc e tal, nada disso acontecerá na sua empresa?

O ano está começando e todos temos a oportunidade de sermos melhores líderes nos nossos contextos. Treinamento e reuniões constantes são essenciais, mas o nosso exemplo, com certeza é o que mais influencia no comportamento da equipe.

É preciso capacitar; profissionais bem treinados e motivados são capazes de melhores resultados, mas além disso, nós estamos olhando para a nossa equipe e dando valor a ela?

Se você não tem tempo de escutar o seu funcionário, ele terá para escutar o seu cliente?

Na sua balança, o que pesa mais? O que é mais importante, o cliente ou o colaborador?

O cliente é a razão do nosso empenho e a fonte dos nossos resultados, mas sem um colaborador motivado e capacitado, o nosso cliente não receberá um bom atendimento e por conseqüência, você vai perdendo os mesmos, aos poucos, para a concorrência. Ou seja, os dois são igualmente importantes… concorda?

Se você reclama dos resultados que vem alcançando, do seu espaço não estar + tão cheio como já foi, olhe para a sua equipe e veja se ela está motivada e com uma ótima liderança, talvez um de seus problemas seja este: pessoas mais ou menos, fazendo atendimentos mais ou menos, produzindo resultados mais ou menos.

Meus treinamentos com a Liderança, gestores, chefs, maitres, gerentes e subgerentes é de 10,5 horas, em 3 encontros de 3,5 horas cada, com material totalmente voltado para o segmento e exemplos práticos, vejo ao longo destes anos ele otimizar os resultados de várias empresas do setor.

Dá muito trabalho sim e o resultado pode demorar a vir, afinal nenhum processo de mudança é fácil, ainda mais quando falamos de clima organizacional e gestão de pessoas, mas sempre vale a pena! Mudar às vezes pode ser difícil, mas não mudar, pode ser fatal…

Se reinvente e tente, busque tornar a sua empresa mais eficiente e mais humana para que os resultados venham!

COMENTÁRIOS

0 comentário(s)

Adeus 2018, A Deus 2019

11 de janeiro de 2019

Adeus 2018… A Deus 2019!
O ano de 2018 foi muito bom e 2019 já começou a 1000, com vários projetos bacanas! Cada cliente tem uma necessidade diferente, cada consultoria um desafio diferente; isso é muito gratificante. Um novo ano próspero e de boas e novas possibilidades para todos nós!!
“Sê todo em cada coisa. Põe o quanto és no mínimo que fazer.”
Ricardo Reis

COMENTÁRIOS

0 comentário(s)

Programinha inusitado em NY

7 de agosto de 2016

Olhem que bacana, a Stone Barns ( www.stonebarnscenter.org ) é uma fazenda sustentável no estado de Nova Iorque a 45 minutos  de carro de NY City, eles recebem visitas que “dizem” são super legais… programinha diferente em se tratando de uma viagem a Nova Iorque.

 

 

 

Stone Barns

 

Uma das pessoas engajadas nesse projeto é o Chef Dan Barber, dono do Blue Hill (www.bluehillfarm.com/dine/new-york ). Ele é conhecido por usar de forma muito criativa ingredientes frescos e de servir uma comida incrível mas saudável. Um dos restaurantes, o 1º,  fica no Greenwich Village, alguém conhece ou já ouviu falar? Fiquei com muita vontade de conhecer e já foi pra minha lista! E o outro (Blue Hill) é ao lado da Stone Barns… para completar o programa inusitado!
blue Hill salao
Blue Hills II
Esse movimento de agricultura sustentável que está surgindo é o máximo e alguns chefes do mundo todo tem adotado essa filosofia de desperdício zero, de apoiar e dar valor aos produtos/produtores locais, dando preferencia a esses parceiros e ao que é servido em termos de saúde em seus restaurantes. No Brasil, o Alex Atala é o + famoso apoiador dessa “missão” (passa a ser de fato uma missão de vida) e aqui em Curitiba, temos entre outros, a Gabriela Carvalho à frente do saudável e gostoso Quintana. Essa é uma tendência que eu admiro, apoio e torço para que se expanda cada vez mais!
Blue Hill NY
mignon blue hill

COMENTÁRIOS

0 comentário(s)

Atendimento nota 1000

26 de março de 2016

Você tem um espaço gastronômico? Como anda seu atendimento?

Mais do que nunca, numa época como esta de crise, seu atendimento tem de ser impecável, nota 1000, você não pode perder um cliente sequer e nem correr o risco que ele fale mal da sua empresa para ninguém… Mas como?

Treinando seus atendentes, são eles que estão em contato direto com o cliente.

Num mercado retraído, o empresário tende a focar apenas na economia, existem coisas que devem ser cortadas sim, a operação precisa se adequar à realidade, mas sem perder o valor, a identidade, o padrão, a gentileza e a qualidade. Na crise é a hora que o desperdício tem de ser minimizado e que os custos tem de ser levados mais a serio do que nunca, é hora de cortar excessos, mas não qualidade.

Se puder dar um conselho a quem se interessar, um ótimo atendimento, a qualidade de produto, uma boa relação custo x benefício são as dicas que eu deixo.

Tenha cuidado para não dar um tiro no seu pé:

- baixando seus custos comprando insumos mais baratos e comprometendo a qualidade de seu produto. Você deve baixá-los com muito controle das despesas operacionais, dos desperdícios e do estoque.

- baixando seus custos com folha de pagamento, diminuindo a equipe ou trocando funcionários fixos por extras. A equipe precisa ser treinada para atender o cliente como a empresa deseja, precisa ter um bom líder, eles precisam ser motivados a tratar o cliente como este merece, muito bem, afinal ele é sem dúvida o maior valor que a empresa tem, além disso, as conseqüências de cortar qualidade de atendimento chegam rápido.

Uma comida mais ou menos é salva por um ótimo atendimento, mas nenhum péssimo atendimento é salvo por um excelente prato, nesse caso normalmente o cliente não retorna ao seu estabelecimento, saia do pessimismo que nos rodeia e olhe para seu negocio por uma outra expectativa. A hora é de ser melhor do que nunca, é de enquanto alguns reclamam e estacionam, você se destacar e conquistar a todos que vão ao seu espaço para uma refeição ou diversão.

Se anime e vamos em frente, fazendo com os limões boas limonadas!

Solicite um diagnóstico para enxergar melhor suas possibilidades e dê um treinamento profissional para a sua equipe, depois de um 1º treinamento, você fica com material para reproduzir constantemente esses treinamentos com as equipes de atendimento, assim seus garçons receberão e atenderão o seu cliente com o padrão e a gentileza desejada!

Os treinamentos podem ser online, otimizando folgas e turnos ou presenciais, onde o aprendizado é + dinâmico.

 

IMG_4671

 

 

 

COMENTÁRIOS

8 comentário(s)

CURSO DE LIDERANÇA PARA PROFISSIONAIS DA ÁREA DE GASTRONOMIA

14 de fevereiro de 2016

 

 

 

 

 

 

VOCÊ  SE ACHA UM BOM LIDER?

Algumas pessoas querem mudar de profissão ou sair de seus empregos, sonham em ter o seu próprio negocio e a área de gastronomia é muitas vezes o caminho escolhido… Quando abrem, se deparam com uma equipe que precisa não só de rédeas, mas de valorização também, precisam de um líder que saiba mostrar um caminho pelo melhor percurso. Este mini curso é voltado para esses profissionais.

Ele também é uma excelente ferramenta para reciclar e aperfeiçoar gestores, gerentes, maitres e chefs. Essas pessoas tem formação técnica e comprometimento com a empresa, mas muitas vezes não sabem como comandar uma equipe.

Hoje precisamos de eficiência, de cabeças pensantes, de líderes capazes de conduzir a sua equipe a bons resultados e isso tudo a capacitação traz.

Você não precisa destruir uma pessoa para se sentir mais poderoso ou para ganhar o “respeito dos outros”, não é no grito que você consegue os melhores resultados. Se você está à frente de uma equipe (ou deseja estar) venha se aperfeiçoar, todo chefe deve ser capaz de exercer liderança, de conduzir seu grupo, seja ele profissional ou familiar. Isso se aprende e se exercita.

Ministro constantemente esse curso há 7 anos, se a sua empresa precisa desenvolver os seus líderes para melhorar a gestão de pessoas e os resultados , conte comigo!

Eles podem ser presenciais ou à distancia pela ferramenta Zoom.

 

 

 

COMENTÁRIOS

0 comentário(s)

Mas e você faz o que nos restaurantes?

4 de fevereiro de 2016

 

Muitas pessoas me perguntam o que eu faço ou me dizem assim:
- Sei que você presta consultoria para restaurantes, né? Mas o que você faz realmente … dá treinamento pros garçons, isso?
E aí eu respondo:
- Sim, também, mas não só. Para quem ainda não sabe e quer saber rs, o que é o meu trabalho, vou contar: 
Ajudo novas empresas (sempre no ramo gastronômico) a abrirem as portas melhor preparadas para seus clientes, para a concorrência e para o mercado, que anda muito difícil. Através do dimensionamento e treinamento da equipe, construção do padrão de atendimento e do importantíssimo conceito, definindo procedimentos operacionais e administrativos e algumas outras possibilidades, para que a empresa já nasça organizada e + profissional!
- E nas empresas já estabelecidas ou até nas tradicionais?
- Reciclar, organizar, treinar e inovar são as palavras de ordem e em todos esses tópicos eu posso ajudar!!
Aqui no site, na aba “Serviços”, eu conto + … olha lá vai  e depois me conta se você gostou ou tem alguma dúvida, ok??

 

 

 

COMENTÁRIOS

0 comentário(s)

Feliz, feliz , feliz Ano Novo

31 de dezembro de 2015

Gratidão é a palavra que me resume, obrigada a todos pela confiança depositada e por terem feito parte desses meus 365 dias!!!

Obrigada aos meus clientes, adorei realmente trabalhar com todos, consultorias tão diversas, padaria, cafés, restaurantes, food trucks, clientes ocultos e lojas de conveniência … Isso é colírio para meus olhos e é uma das coisas que eu + gosto no meu trabalho, um precisa de treinamento para a equipe ou liderança, outro que organize tudo, outro ainda que ajude na concepção, conceito, nome, modelo de atendimento padrão e etc, são tantas as possibilidades e isso é magia, é empolgante, é tudo de bom!!!!

Obrigada também à minha família que me ama e apoia e aos amigos por fazerem parte da minha vida!!!!

All we need is love, love, love!!!!

 

 

COMENTÁRIOS

0 comentário(s)

QUEM ESCREVE
tuxa
Consultora de restaurantes e afins, dá Cursos, Palestras, Mentoring e Treinamento de Equipes e Lideranças.
Tuxa Gonçalves
tuxagoncalves.tg@gmail.com
(41) 98416-9584

TAGS
TODOS OS POSTS